> Mais de Seis Decadas no Mercado Brasileiro de Auto Pecas

A marca PILOTO esta presente no mercado brasileiro de autopecas desde 1953, inicialmente utilizada atraves da SOCIEDADE TECNICA FREIO DE OURO LTDA., quando as pecas que esta firma fabricava eram brindadas com o nome PILOTO, dando assim inicio 'a trajetoria de boas autopecas fabricadas no Brasil e com qualidade, antes mesmo da industria automotiva se instalar no pais.

Pode-se afirmar, sem duvida alguma, que a marca PILOTO sempre esteve presente em toda sua trajetoria, durante estas 6 (seis) decadas e mais, nos fatos que tratavam como pioneirismo.

O primeiro ato pioneiro foi a ideia de fabricar autopecas por aqui, que ocorreu mesmo antes da industria automobilistica ser inaugurada no pais. Fato que so' viria acontecer, 3 (tres) anos depois, em 1956 com o entao Presidente da Republica do Brasil, Dr. Juscelino Kubitschek de Oliveira.

No inicio da fabricacao de pecas com a marca PILOTO, em 1953, as pecas existentes para venda ao consumidor eram importadas, como os veiculos que aqui circulavam, e carissimas para o poder aquisitivo do brasileiro motorizado.

Alguns anos depois, na decada de 60, foi idealizado o primeiro jogo de reparo PILOTO para conjuntos do freio, pois nao existia essa ideia, onde as pecas a serem substituidas nos conjuntos eram compradas separadamente, avulsas.

Com a "criacao" do jogo de reparo, o mecanico da epoca, teve uma reducao grande de custo, bem como uma melhoria na qualidade do servico prestado.

Como curiosidade, vale mencionar que o preco de um jogo de reparo PILOTO do cabecote do compressor de ar, naquela epoca chegava custar a metade de uma so' peca individual que compunha o mesmo reparo se comprada avulsa.

Com o sucesso desta ideia somada a boa qualidade do produto, a marca PILOTO foi-se tornando conhecida e ja' era solicitada por quase todos os comerciantes no Brasil, que atuavam neste segmento.

A PILOTO seguiu seu caminho, ampliando sua gama de produtos oferecida ao mercado de reposicao, e tambem, desenvolvendo produtos especiais para determinados clientes, como foi o caso, em 1965, ao fabricar o 1º. (primeiro) compressor de ar genuinamente brasileiro, que iria equipar as retro-escavadeiras francesas Poclain.

Com esta atitude a marca PILOTO comecou a ganhar prestigio dentro das montadoras.

Os clientes tornaram-se mais exigentes e a responsabilidade sobre o mercado das pessoas que trabalham produzindo, revendendo e aplicando os produtos PILOTO tornou-se maior.

Em 1970 os objetivos do governo brasileiro era fazer do Brasil um pais auto-suficiente e produtor de seus proprios anseios de consumo, e tambem exportador.

Em 1974, consta registro da 1ª. (primeira) exportacao de um produto de marca PILOTO, que aconteceu para o pais vizinho Bolivia.

Iniciava-se assim uma nova era na industria brasileira: a de exportador de autopecas. E os produtos PILOTO estavam participando, junto a outros pioneiros, do comercio internacional.

De la' para ca', os produtos PILOTO ja' circularam em 56 paises, alem do Brasil, dentre eles: Estados Unidos, Mexico, Canada', Alemanha, Inglaterra, Italia, Franca, Espanha, Portugal, Mexico, alguns da Asia e Arabes, Oriente Medio, Africa do Sul, alguns da Africa, quase todos da America do Sul e da America Central e tambem da Australia.

Os planos economicos que comecaram a acontecer na decada de 80 inibiram investimentos para novos desenvolvimentos, levando os empreendedores de uma forma geral a atuar com recursos proprios, onde ideias mais arrojadas ficassem para tras.

Em 1989, as atividades na industria automotiva mundial sinalizavam mudancas radicais de conduta sobre a qualidade, onde apenas produtos que seguiam criterios internacionais de qualidade seriam aceitos no mercado: era a norma ISO 9000.

Ja' no final de 1990 todos os produtos de marca PILOTO enquadravam-se nesta norma e podiam atender melhor o mercado mundial.

Essa noticia repercutiu muito bem no meio automobilistico, dando mais prestigio 'a marca, fortalecendo as vendas no mercado interno e externo.

Outro fenomeno temido nos meados dos anos 90 foi a globalizacao, que devido inteligentes acoes anteriores, a marca superou facilmente esse "obstaculo" e pode permanecer atendendo os clientes mais exigentes no Brasil e fora dele, pois tinha qualidade e preco internacional competitivo.

Outras normas de qualidade foram aparecendo no cenario, ISO 14000, TS 14000 etc. e os produtos PILOTO sempre se atualizaram para enquadrar-se da melhor maneira nessas novas exigencias de qualidade.

A partir do final da decada de oitenta, o Brasil passaria ajustes economicos e sociais durante as 3 proximas decadas, de 1990, de 2000 e a atual de 2010, onde muitas empresas sucumbiram e outras, mesmo tradicionais, enfrentaram muitas dificuldades para sobreviver, havendo tambem o surgimento de novas empresas concorrentes, corroborada pelas transformacoes mundiais, que modificou o cenario socio-economico do pais e do mundo.

Fato muito importante ocorreu a partir de 2005 no mercado de autopecas brasileiro e mundial, que foi o ingresso dos produtos fabricados na China, cuja velocidade se multiplicou a cada ano seguido, chegando a dominar a fabricacao mundial desse segmento a partir do ano 2010.

Isto fez com que o perfil da cadeia automotiva, tanto no equipamento original (OE) como na reposicao (AM) adotassem uma transformacao radical quanto ao abastecimento, ocasionando desequilibrio na sustentacao de sua origem, fazendo com muitas industrias e distribuidores adotassem criterios novos de trabalho.

A PILOTO se orgulha de ter permanecido em atividade durante esse periodo, apesar das dificuldades de sobreviver em todos os sentidos, superando o receio de nao conseguir acompanhar tais mudancas.

Para a tranquilidade dos revendedores e usuarios dos produtos de marca PILOTO, a qualidade que sempre norteou este simbolo desde o inicio da trajetoria, manteve-se elevada durante todo esse tempo, seguindo assim para o futuro, tambem.

Ha planos concretos na empresa, de crescimento, com investimentos arrojados para a proxima decada, que ajudarao o desenvolvimento do setor de autopecas no Brasil e fora dele, mantendo a marca PILOTO sempre em destaque no cenario brasileiro e mundial.